Sábado, 12 de maio de 2018, 09h06
Tamanho do texto A- A+


Esportes / em itaquera

Palmeiras chega embalado ao Dérbi outra vez e agora busca final feliz

O Verdão ostenta oito jogos de invencibilidade, com três empates e cinco vitórias

Ernesto Benavides/AFP

Clique para ampliar

O Palmeiras chegou embalado aos dois clássicos que perdeu para o Corinthians em 2018, na primeira fase e na final do Paulistão. De novo em bom momento, o time de Roger Machado visitará o rival às 16h deste domingo, em Itaquera, pela quinta rodada do Brasileirão, buscando mudar o desfecho da história desta vez.

O Verdão ostenta oito jogos de invencibilidade, com três empates e cinco vitórias. O dado que mais empolga o torcedor é que quatro dessas vitórias foram longe do Allianz Parque, incluindo uma contra o Boca Juniors em La Bombonera.

Também eram oito jogos sem perder antes do primeiro Dérbi do ano (seis vitórias e dois empates), mas o time não conseguiu manter a boa toada em Itaquera e perdeu por 2 a 0, em jogo que teve Jailson expulso. Essa foi a única derrota como visitante nesta temporada - são 12 vitórias e mais dois empates, com aproveitamento de impressionantes 84,4%, de longe o melhor do país.

- Daquele clássico a gente pode falar de 45 minutos. No segundo tempo, perdemos um jogador, e o contexto todo muda. O fato é que foi o primeiro momento em que o Carille usou dois jogadores mais móveis à frente (sem centroavante fixo), o que gera desequilíbrio em função da flutuação desses dois jogadores. Isso nos gerou muito desequilíbrio naquele jogo - disse Roger Machado.

Aquela derrota gerou o primeiro momento de instabilidade da equipe na temporada, embora o resultado seguinte tenha sido uma vitória por 3 a 0 sobre o Junior Barranquilla, na Colômbia, pela Libertadores. A derrota por 1 a 0 para o São Caetano, mesmo com formação reserva, fez as cornetas soarem e deixou Roger bastante irritado, com direito a bronca em Keno no vestiário do Allianz Parque.

Mas o time logo se recuperou: venceu cinco jogos seguidos até perder para o Santos no jogo de volta da semifinal estadual e classificar-se nos pênaltis. A vitória por 1 a 0 sobre o Corinthians, em Itaquera, no jogo de ida da decisão, parecia comprovar que o time estava no caminho certo, sensação confirmada pelos 2 a 0 aplicados sobre o Alianza Lima (PER) na semana que antecedeu a partida final.

Novamente embalado, o time voltou a tropeçar no Corinthians e perdeu o jogo que valia o título paulista no tempo normal (1 a 0) e nos pênaltis. O Dérbi ficou marcado pela anulação de um pênalti de Ralf sobre Dudu, no segundo tempo, lance que faz o Palmeiras brigar até hoje pela impugnação da partida alegando interferência externa. Apesar do tropeço, Roger faz avaliação positiva deste duelo:

- Não só no primeiro jogo da final, mas mesmo no jogo que decidiu o título nós martelamos e buscamos a vitória o tempo inteiro. Claro que a vitória no primeiro clássico acaba sendo mais lembrada. Se leva muita coisa dos jogos, a estratégia, olhar novamente e ter a confirmação de que algumas coisas se mantêm na equipe do Carille. Temos que saber marcar muito bem o Corinthians - opinou o treinador.

Sem derrotas desde aquele dia, o Palmeiras tenta aproveitar as lições deixadas pelos tropeços para não voltar a patinar diante de seu maior rival e voltar aos momentos de turbulência.

- Hoje a gente vive bom momento, mas sabemos que bons momentos oscilam. O ideal é o momento que a gente vive hoje, o casamento de boas atuações e resultados. Eu gostaria que a gente tivesse bastante margem para evoluir. Peça de reposição e talento a gente tem, para formatar a equipe de várias forças, mas evolução não tem como precisar. Hoje me sinto bem satisfeito com o que temos feito na maioria dos jogos. Claro que todo jogo tem uma dificuldade diferente. Contra o América a gente atacou muito, mas nosso sistema defensivo foi bastante exigido. Vamos equilibrando - concluiu Roger.



AVALIE:
0
0
0 Comentário(s).

COMENTE
Nome:
E-Mail:
Dados opcionais:
Comentário:

FECHAR

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

FECHAR
Mato Grosso Notícias © 2018 - Todos os direitos reservados