Quinta, 05 de abril de 2018, 11h03
Tamanho do texto A- A+


Judiciário / juiz tre

A mim não importa o nome das partes, mas o dever de aplicar a justiça, diz juiz Bortolussi

Ele assume a vaga deixada pelo também juiz de Direito Marcos Faleiros da Silva, cujo biênio se encerrou no dia 29 de março

Tomou posse  como juiz membro do Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso, o juiz de Direito Luís Aparecido Bortolussi Júnior. Ele assume a vaga deixada pelo também juiz de Direito Marcos Faleiros da Silva, cujo biênio se encerrou no dia 29 de março.

Escolhido para falar em nome da Corte, o juiz membro Antônio Veloso Peleja Júnior desejou boas-vindas ao empossado. "Somos colegas de concurso, o delegado tornou-se magistrado há 20 anos. Ele tem algo em comum com todos nós, aqueles que lutam para ter uma vida melhor. Trabalha desde os 12 anos e foi aprovado no concurso do antigo Banespa aos 22 anos, onde atuou por quatro anos. Trilhou o caminho dos cargos públicos, acalentando o sonho da magistratura. Trabalhava de dia e estudava de noite. Foi aprovado no concurso de delegado no Estado de São Paulo aos 26 anos. Foram sete anos difíceis na carreira policial. Além do trabalho árduo, estudava das 19h à 1h da manhã, nos dias de semana, sábados e feriados. Foi aprovado na magistratura de Mato Grosso aos 34 anos já com grande experiência para o desempenho da função, o que é muito importante. É uma pessoa firme tanto para julgar procedente, improcedente, condenar ou absolver. É juiz ouvidor geral do Poder Judiciário por dois biênios seguintes (2015-2017 e 2017 a 2019). Recebeu votos de elogio e de reconhecimento pelo bem desempenho de sua função. Na academia é especialista em Direito Constitucional pela Universidade de Salamanca na Espanha. Pós-graduado NBA pela FGV com ênfase em Direito Eleitoral e administração judiciária. Pós-graduado ainda, em Direito Penal e processual penal. Mato-grossense de coração, aqui fincou raízes, tem sua família e seus amigos. Veio para ficar e fazer a diferença pelos seus pensamentos e ações. É pessoa sincera e íntegra. Dentre tantas pessoas de qualidade, Bortolussi foi escolhido pela Corte Estadual de Justiça de forma expressiva. Desejo boas-vindas neste ano em que serão realizadas as Eleições Gerais".

O presidente do Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso, desembargador Márcio Vidal, falou da satisfação em receber Luís Bortolussi como membro da Corte . "É uma grande satisfação receber Bortolussi nesta Corte, pela sua história. Sabedor de suas obrigações e seu empenho na magistratura seja no âmbito Estadual e agora, nesta Justiça Especializada. Sabemos que se trata de uma pessoa honrada e dedicada e que irá contribuir com a Justiça Eleitoral. É um momento difícil pelo qual passa a nação brasileira, em especial, o Estado de Mato Grosso. Agora, mais do que nunca, precisamos nos doar em benefício desta sociedade, para que volte a imperar a normalidade, a ordem e a paz. Este é o momento que precisamos agir, além de cumprir o trivial. É preciso deixar claro para a população que democracia não se faz somente com o sufrágio (voto), mas com a participação efetiva na vida de sua cidade e no envolvimento político. A política é a célula vital da sociedade. Independente do cargo que exercemos, precisamos participar".

A procuradora regional eleitoral, Cristina Nascimento de Melo, também deu boas-vindas ao magistrado. "Faço votos que seu mandato nesta Casa seja profícuo e que tenha excelência no trabalho que irá desempenhar, como já o faz na instância ordinária".

Bortolussi agradeceu aos familiares, amigos, servidores e a todos os magistrados presentes na solenidade de posse. "Agradeço à minha esposa Carmem que, há mais de 30 anos, tem me amparado me dando equilíbrio e suportando um grande ônus familiar em razão de minhas ausências, sendo o esteio em minha vida. Aos meus queridos filhos Caio e Daniela, maiores dádivas que Deus me concedeu nesta existência, que diariamente me presenteiam com atitudes repletas de amor e de elevado caráter, sendo as razões vivas que me fazem crer que a vida em família é divina".

O magistrado destacou também a importância da Justiça. 'A Justiça Eleitoral é a maior garantidora da legitimidade do processo eleitoral e, por conseguinte, da democracia, o que aumenta ainda mais minha responsabilidade neste momento histórico vivenciado em nosso país. Estou ciente da responsabilidade que assumo neste ato, novo desafio, nova oportunidade de trabalho. Mais ainda, nova oportunidade de servir, pois vejo na autoridade do magistrado o compromisso de servir à sociedade. Servir sim, jamais ser subserviente. Respeitosamente, a mim não importa qual o nome das partes envolvidas, grau de complexidade da demanda, interesses dos mais variados níveis em jogo etc, mas, sim, o dever de aplicar a justiça ao caso concreto, tarefa nada fácil em um país de milhões de julgadores dos próprios julgadores. É isso mesmo. Cada cidadão brasileiro é um julgador da atuação do profissional da toga. Apesar disso, confesso que nunca me importei com a opinião alheia a respeito das minhas decisões, levando em consideração, sempre, minha consciência de julgador e a paz de espírito por ter produzido o melhor que estava ao meu alcance, balizado nas regras jurídicas e provas dos autos, com significativa dose de coerência, bom senso e amor. Não há democracia sem a participação do povo, tampouco legitimidade no exercício dos cargos políticos sem prévia, transparente e lícita manifestação popular, representada pelo voto livre e consciente do eleitor. E, para isso, entra em palco a Justiça Eleitoral, para garantir a soberania popular, com a atuação célere e transparente na coordenação e condução do processo eleitoral. Neste contexto, encerro minha fala agradecendo a Deus pela missão que ora me proporciona".

Participaram da solenidade de posse o advogado José Antônio Rosa, representando a Ordem dos Advogados do Brasil, seccional de Mato Grosso; e o procurador regional adjunto, Ricardo Riva, na ocasião representando o presidente da Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso.



AVALIE:
0
0
0 Comentário(s).

COMENTE
Nome:
E-Mail:
Dados opcionais:
Comentário:

FECHAR

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

FECHAR
Mato Grosso Notícias © 2018 - Todos os direitos reservados